logo.gif








Países do Oriente Médio
Arábia Saudita

Esse país também recebe o nome de Reino da Arábia Saudita e faz fronteira com o Iraque, o Kwait, o Catar, os Emirados Árabes Unidos, a Jordânia, Omã e Iêmen. O clima da Arábia Saudita é predominantemente árido e possui uma parte com clima subtropical. Fala-se árabe e a capital do país é a cidade de Riade.

O país tornou-se independente em janeiro de 1926 e sua população é de maioria islâmica. Sua economia é baseada no petróleo porque abriga a maior reserva do mundo. É um dos participantes da OPEP e ainda é um produtor de gás natural. Nós últimos anos, o país tem desenvolvido técnicas de irrigação que o ajudaram a produzir frutas, verduras e legumes em seu solo.

mesquita.jpgAfeganistão

Esse país asiático faz fronteira com o Turcomenistão, a China, o Paquistão, o Irã e o Uzbequistão. Há muitos anos, esse país vem sendo invadido graças a sua localização geográfica que facilita o acesso à Índia e à Ásia Central. O Afeganistão conquistou a independência apenas em 1919, depois de ficar sob a influência da Inglaterra desde 1887.

Os soviéticos atacaram o Afeganistão em 1979 e impuseram o sistema comunista colocando no poder Babrak Karmal. Eles ficaram na região por dez anos e só acabou quando o Taleban assumiu o poder. Em 2001, o país foi invadido pelos Estados Unidos depois dos ataques terroristas de 11 de setembro. Bin Laden e o grupo terrorista da Al Qaeda foram responsabilizados pelos ataques. O Taleban foi retirado do poder e em 2004 foi eleito o primeiro presidente do país.

Bahrein

Durante o século XVI, o país foi comandado por Portugal, mas em 1782 a família al-Jalifa expulsou as pessoas que viviam ali e criou o emirado de Bahrein. A partir do século XIX, a Inglaterra passou a proteger a região que se tornou autônoma somente em 1957 e a independência declarada em 1971 (nesse ano passou a fazer parte da Liga Árabe e da ONU). Seu governo constitui-se em uma monarquia absoluta.

Esse país é composto por 33 ilhas, que ficam no Golfo Pérsico, a maior delas é a de Bahrein, sendo que a capital é a cidade de Manama. A maioria da população é formada por muçulmanos, mas há também cristãos, judeus e hindus. Sua economia, primeiramente, dependia da pesca de pérolas e depois passou a depender da extração do petróleo.

comércio-árabe.jpgEmirados Árabes Unidos

Esse país, cuja capital é a cidade de Abu Dhabi, tem no islamismo sua principal religião. Região localizada no sudoeste da Ásia, os Emirados Árabes Unidos têm em sua forma de governo um conjunto de monarquias islâmicas. Esse país surgiu em 1971, após ter se tornado independente da Inglaterra. Em 1918, o Sheikh Zayed nasceu na cidade de Abu Dabhi, que não era desenvolvida e era pobre. Ele passou a viajar pela região para conhecer melhor o seu país.

Em 1930, começaram a ser implantadas as primeiras companhias de petróleo da região. O Sheikh passou a investir em desenvolvimento agrícola e na redução da desertificação com a arborização da localidade. Após viajar países europeus, Sheikh Zayed verificou os avanços que existiam na saúde e na educação e passou a implantar em seu país. O país tem uma boa parte de sua economia proveniente do petróleo e do gás natural.

Iêmen

O Iêmen, por muito tempo foi dominado pelos ingleses e pelos soviéticos e atualmente sua capital é a cidade de Sanaa. O país foi reunificado em 1990; porém, em 1994 ocorreu uma guerra civil no país. Esse conflito aconteceu principalmente devido às divergências de pensamentos das regiões norte e sul do país. A religião predominante no país é o Islã.
 
O clima da região é instável e a intensidade das chuvas varia conforme os anos. Bastante montanhoso, o Iêmen possui diversas fontes de água muitas terras férteis. O petróleo, no local, foi encontrado em 1984, mas ele possui uma reserva muito pequena quando comparada a outros países árabes. No país, a maioria da população é analfabeta e a taxa de desempregados é muito alta.

bandeira-do-iraque.jpgIraque

O Iraque tornou-se um reinado em 1921, mas seguiu sob o comando da Inglaterra até 1932. Assinou com a Turquia um pacto e sofreu com uma revolta em 1958, quando seu rei foi assassinado e depois a república foi proclamada. Após um golpe militar em 1963, o país juntou-se à Síria e ao Egito  para formar a República Árabe Unida, mas esse procedimento não funcionou. Posteriormente, foi criada União Socialista Árabe, que adotou medidas nacionalistas. Após a morte de seu líder, em 1966, o Iraque declarou guerra a Israel no ano posterior.

As principais áreas do país estão próximas ao Rio Eufrates e possui um clima desértico com grandes planícies. Sua população é dividida entre sunitas e xiitas e possuem duas línguas oficiais, o árabe e o curdo. A economia depende principalmente do petróleo e a capital é Bagdá.